Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘jornalismo’

por Silvana Córdova | enviado para a lista do Fórum Permanente de Cultura

Oficina de Jornalismo Cultural - Teia 2007

Oficina de Jornalismo Cultural - Teia 2007

As páginas de cultura dos jornais, de circulação local, regional ou nacional, trazem na grande maioria das vezes, matérias, reportagens ou artigos voltados para uma cultura que segrega parcela da população. Ora, se um faminto não tem acesso à comida, quiçá ao teatro, ao cinema, aos grandes eventos! Se não tem acesso ao “bê-a-bá”, quiçá às obras euclidianas, machadianas ou quaisquer outras obras de grande vulto! Cultura para nós, chamados “letrados”, pode ser tudo isso citado acima. E, nos deliciamos com tais objetos.

Porém, cultura também é saber “juntar as letrinhas”. Soletrar. Contar até dez. Pintar com giz-de-cera. Porque os jornais não separam um pequeno espaço, na seção de cultura, para tentar estimular essa cultura primária? Essa resposta é fácil: pobre não compra jornal. O espaço do jornal é caro. Ou qualquer outra desculpa que atinja o vil metal. Pobre não compra jornal, mas o abastado compra. E, estimulando esse abastado a fazer algo pela cultura primária, pode surtir algum efeito, mesmo que pequeno.

Onde está o caráter social do jornalismo? Ficou nos primórdios? O espaço é caro? Não precisa abdicar. Conquiste parceiros nessa idéia! As empresas têm seus projetos sociais e o espaço do jornal pode ser aproveitado por elas. Até incentivo fiscal existe para facilitar essa troca. O que não é admissível é a desfaçatez, o mascaramento, o apartheid cultural que é promovido pelos impressos diários, semanais ou mensais. Os espaços destinados à cultura tornaram-se uma grande agenda, onde até se paga para que matérias sejam publicadas. A revisão desse papel do jornalismo cultural deveria ocorrer de imediato, para que os meios de comunicação possam ajudar tirar o atraso que se encontra a educação brasileira.

Anúncios

Read Full Post »

flickr.com/venusnep

flickr.com/venusnep

Qual é a sua opinião sobre o diploma de jornalismo hoje?

Nesse item, a minha opinião é muito clara. Acredito que hoje o diploma represente uma reserva de legitimação dos sindicatos. É claro que os sindicatos tiveram uma importância histórica nas lutas políticas e vão continuar a ter, mas também considero que devemos passar por um momento de mudança dessa mentalidade, porque quem faz jornalismo hoje não é só jornalista. Nós temos vários outros grupos sociais produzindo jornalismo.

(mais…)

Read Full Post »

 

É idéia simples. São dois quadros principais, o Cardápio, entrevista informal no RU com com um convidado e o Meta-Língua, convidados falando de seus próprios projetos. Além disso, imagens que fomos captando, sensações que gostamos e um trilha escolhida à revelia. Pra assistir dê o play na imagem e para ver no YouTube clique aqui.

É idéia velha também, projeto do MIC (Mídias Integradas Cuiabanas), da Cubo Vídeo (com o projeto Monte sua TV) e inaugurada pela Web TV Hell City. E ao mesmo tempo é coisa nova, esquecer dos formatos, das câmeras padrão, da edição que faz sentido e trabalhar as imagens de um jeito que seja, de verdade, interessante. E assim, a Agência Laboratório fez a sua tevê online. Brincando com o formato quadrado das entrevistas, jogamos nosso convidado, Thiago Dezan, na fila do RU. Fomos até a casa do Mestre Olavo e entre berimbaus falamos sobre o Quilombo Angola, parceria do grupo de capoeira da UFMT com a experiência de Olavo. Gravamos a Bionne tocando na Casa Fora do Eixo e o famoso Bruno Infinito dando seu parecer sobre a Revista Grifo.

Faltou espaço para os créditos, então lá vai:
Direção, roteiro e edição: Agência Laboratório
Imagens: Vitor Torres
Trilha Sonora: Os Incríveis, Cake e Yelle.
Equipamento: MISC – Museu da Imagem e Som de Cuiabá e Cubo Vídeo

Mais?
Resenha no blog da Próxima Cena
Notinha no blog do Espaço Cubo

Assista
TV Cubo
Web TV Hell City
TV Misc
TV Cufa

Read Full Post »